Publicado por: Claudio Marinho | maio 4, 2019

ÁGUA: A OBRA-PRIMA DO UNIVERSO.

Com o objetivo de explicar a natureza da matéria, na Grécia antiga, no século V a.C., o filósofo Empédocles, propôs a teoria na qual tudo que existe no universo seria composto por quatro elementos, ou seja: terra, fogo água e ar. Mais conhecido como a “Teoria dos Quatro Elementos”. Mas, através da descoberta da existência dos átomos, proposta de forma rudimentar, inicialmente na Grécia antiga, mas consolidado séculos depois, foi possível explicar como a matéria é constituída. Dentro deste quadro, o “elemento” água é o que mais se aproxima desta proposta inicial. Pois na verdade, a água é uma substância, diferente dos outros “elementos”, que são constituídos por uma série de misturas de substâncias, ou liberação de energia, como: terra (minerais, compostos orgânicos, entre outros), ar (oxigênio, nitrogênio, vapor d´água e uma série de outros gases), além do fogo constituído não por substâncias, mas sim o resultado de uma reação exotérmica que libera luz e calor.

Empedocles

Empédocles (http://www.filosofia.com.br/historia_show.php?id=17)

A água é uma substância química constituída por 2 átomos de hidrogênio (H) e um átomo de oxigênio (O). Ou seja, este “elemento” primitivo será o mesmo, em qualquer lugar.  Pode ser pura ou com presença de materiais em suspensão (partículas de solo, animais ou vegetais) ou dissolvido (sais ou substâncias orgânicas), podendo até apresentar uma determinada coloração, diferente de sua condição original, incolor. Além de estar presente nos três estados físicos da matéria, dependo das condições de temperatura e pressão. Tudo isso é possível em função das propriedades extremamente particulares da água. Sendo assim, podemos observa-la, dissolvendo ou transportando materiais por toda parte, tanto na natureza como nos seres vivos.

agua

Molécula de água

Além disso, a água tem uma relevância destacada nas diversas seitas e religiões em nossa sociedade. A água simboliza a purificação, sendo considerada como peça central em várias cerimônias religiosas, simbolizando o renascimento para um novo ser, através de um encontro com Deus. A água seria um meio de contato com a espiritualidade. Um dos maiores exemplos disto é a relação do hinduísmo com o rio Ganges, localizada no norte da Índia. Ele possui cerca de 2.500 km de extensão, e é um dos principais rios do subcontinente Indiano, e um dos maiores do mundo em volume de água, é considerado fonte de purificação da alma, apesar da qualidade de suas águas. 

Rio Ganges

Rio Ganges. (http://tvbrasil.ebc.com.br/os-rios-e-a-vida/episodio/ganges-um-rio-sagrado-para-os-hindus)

As religiões conferem também um papel fundamental da água na criação. Vejam dois exemplos:

1) “E Deus criou da água todos os animais; e entre eles há os répteis, os bípedes e os quadrúpedes. Deus cria o que Lhe apraz, porque Deus é Onipotente. ” (Alcorão 24:45).
https://profkarinensinoreligioso.blogspot.com/2014/10/a-criacao-do-mundo-islamismo.html

2)      Versículos de Gênesis da Bíblia:
Disse também Deus: “Encham-se as águas de seres vivos, e voem as aves sobre a terra, sob o firmamento do céu”.
Assim Deus criou os gran­des animais aquáti­cos e os demais seres vivos que povoam as á­guas, de acor­do com as suas espécies; e todas as aves, de acordo com as suas espécies.
https://www.bibliaon.com/genesis_1/

Uma das principais hipóteses aceitas pela ciência, com relação ao surgimento de vida no nosso planeta, coloca a água em posição de destaque. Junto com dióxido de carbono, metano, sulfeto de hidrogênio, amônia e dióxido de nitrogênio, além de raios ultravioletas e descargas elétricas. Estas condições propiciaram, a formação de aminoácidos, RNA e DNA. Estas substâncias certamente se formaram em condições oceânicas próximas a fontes hidrotermais em oceanos primitivos onde havia um ambiente mais favorável a. Nesta grande sopa, teriam surgido organismos simples, procariontes, capazes de realizar quimiossíntese, ou seja, que sintetizam matéria orgânica através de reações de substâncias inorgânicas, sem a necessidade de luz.

(vidahttps://netnature.wordpress.com/2016/07/28/a-atmosfera-primitiva-e-a-origem-da-vida/)

Ela é uma substância essencial na formação da vida. Não conhecemos vida sem a presença de água. Por isso, na busca por sinais de vida pelo universo, buscamos a presença de água. Recentemente, foi encontrada água, muita água.   Astrônomos descobriram uma quantidade de água jamais observada no Universo. Isso ocorreu a uma distância de mais de 12 bilhões de anos-luz da Terra, onde foi observada uma quantidade de água equivale a 140 trilhões de vezes todo o volume de água nos oceanos de nosso planeta.( http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2011/07/cientistas-encontram-maior-quantidade-de-agua-do-universo.html), Esse volume de água está sob a forma de vapor, em volta de um quasar chamado APM 08279+5255. Um quasar é o núcleo de uma galáxia, confinado num espaço pequeno, em relação à sua massa, que abriga um buraco negro. Nesse quasar específico, há um buraco negro com 20 bilhões de vezes a massa do Sol.

Bom. Qualquer que sejam nossas convicções, não podemos negar a importância e o encanto das águas. Ela nos alimenta, diverte, encanta, relaxa, purifica. Celebramos a vida ao bridarmos com um copo d´água. E Por Que não a protegemos? Nossa relação é útil e não a valorizamos de fato. Apesar dos discursos, profanamos rios, mares e lagos, com impurezas de todos os tipos ou através de intervenções desastrosas. Além do desperdício desta substância fantástica e preciosa. Mas ainda há tempo de valorizarmos de fato essa verdadeira “Obra-prima do Universo”.

Water: The Masterpiece of the Universe.

In order to explain the nature of matter in ancient Greece, in the 5th century BC, the philosopher Empedocles, proposed the theory in which everything in the universe would consist of four elements, namely earth, fire water and air. better known as “The Four Elements Theory”. However with the discovery of the atom, initially proposed in ancient Greece, and consolidated centuries later, it was possible to explain how matter is constituted. Within this scenario, the “water element” is the closest to this initial proposal. Actually, water is a substance, unlike other “elements”, that consist of a series of mixtures of substances, or energy release, such as: earth (minerals, organic compounds, among others), air (oxygen, nitrogen, water vapor, and several other gases), as well as the fire consisting not of substances but as the result of an exothermic reaction that releases light and heat.

Water is a chemical substance made up of two hydrogen atoms (H) and one oxygen atom (O). Which means that this primitive “element” will be the same, anywhere. It may be pure or in the presence of suspended matter (soil, animal or plant particles) or dissolved (salts or organic substances), and may even have a certain coloration, different from its original, colorless condition. Besides being present in the three physical states of matter depending on temperature and pressure conditions. All of this is possible because of the extremely particular properties of water. Thus, we can observe it, dissolving or transporting materials everywhere, both in nature and in living beings.

In addition, water has a prominent relevance in the various sects and religions in our society. Water symbolizes purification, being considered as the centerpiece in various religious ceremonies, symbolizing the rebirth to a new being, through an encounter with God. Water would be a way of contact with spirituality. One of the greatest examples of this is the relationship between Hinduism and the Ganges River in northern India. It is one of the major rivers of the Indian subcontinent, and one of the largest in the world in terms of water volume, considered a source of soul purification despite the quality of its waters.

Religions also play a fundamental role of water in creation. Here are two examples:

1) “And God created all the animals out of the water; and among them are the reptiles, the bipeds, and the quadrupeds. God creates what pleases Him, because God is Omnipotent. “(Quran 24:45)
https://profkarinensinoreligioso.blogspot.com/2014/10/a-criacao-do-mundo-islamismo.html

2)Verses of Genesis of the Bible: God also said, “The waters of living things are filled, and the birds fly upon the earth, under the firmament of heaven.”

Thus God created the great aquatic animals and the other living creatures that populate the waters, according to their species; and all the birds, according to their kind.
https://www.bibliaon.com/genesis_1/

One of the main hypotheses accepted by science, regarding the emergence of life on our planet, puts the water in a prominent position. Along with carbon dioxide, methane, hydrogen sulfide, ammonia and nitrogen dioxide, plus ultraviolet rays and electric discharges. These conditions led to the formation of amino acids, RNA and DNA. These substances were certainly formed under oceanic conditions close to the hydrothermal vents in primitive oceans where there was a more life-friendly environment (https://netnature.wordpress.com/2016/07/28/a-atmosphere-primativa-ea-origem- of life/). In this great soup, simple prokaryotes organisms, have developed and were capable of performing chemosynthesis, meaning that they synthesize organic matter through reactions of inorganic substances, in the absence of light.

Water is an essential substance in the formation of life. We do not know life without the presence of water. Therefore, searching for signs of life around the universe, we look for the presence of water. Recently, water, a lot of water was found. Astronomers have discovered an amount of water never seen in the Universe. This occurred at a distance of more than 12 billion light years from Earth, where it was observed an amount of water equals 140 trillion times the entire volume of water in the oceans of our planet. This volume of water is in form of vapor, around a so-called quasar APM 08279 + 5255. A quasar is the nucleus of a galaxy, confined in a small space relative to its mass, which contains a black hole. In this particular quasar, there is a black hole 20 billion times the mass of the Sun.

Well, whatever our convictions may be, we can not deny the importance and charm of the waters. It nourishes, entertains, enchants, relaxes, purifies. We celebrate life by clinging to a glass of water. And why do not we protect it? Our relationship is useful and we do not really value it. Despite the speeches, we profane rivers, seas and lakes, with impurities of all kinds or through disastrous interventions. Besides the waste of this fantastic and precious substance. But there is still time to really appreciate this true “Masterpiece of the Universe”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: